DestaqueEventoNotícias

Fapeal em Revista apresenta: A ciência para todos os públicos

Durante a 70ª Reunião da SBPC em Alagoas, o Dia da Família na Ciência recebeu pais, mães, crianças e jovens que puderam interagir e explorar o melhor do universo científico com diversas atividades interativas

Deriky Pereira

Jacqueline Freire e Junior Alves trouxeram os filhos para visitar o evento (Foto – Deriky Pereira)

Ciência, tecnologia e inovação combinam com… Diversão? A princípio você pode achar que não, mas o Dia da Família na Ciência provou que a resposta é sim! Realizado no último dia da 70ª Reunião Anual da SBPC em Alagoas, o evento cumpriu a sua missão e recebeu diversas famílias. Pais, mães, crianças e jovens se reuniram nas tendas ExpoT&C e SBPC Jovem no último dia do evento para conferir e interagir com as atrações dos diversos estandes no local.

Um dos estandes mais lotados durante todo o evento foi o da Agência Espacial Brasileira (AEB) e o pequeno Miguel Freire, à época, com apenas 4 anos, fez questão de ir correndo assim que chegou para ver o que pedia à mãe, Jacqueline Freire, desde o início da semana: o astronauta! “Ele me ouviu falando com meu marido que tinha um estande onde as pessoas tiravam fotos com uma roupa de astronauta. Isso nos primeiros dias. Daí, pelo resto da semana, ele falava que queria ver e tirar foto também”, recordou ela.

Miguel Freire realizou o sonho de “conhecer o astronauta”; Jacqueline e Junior falaram sobre a alegria do filho (Foto – Deriky Pereira)

Jacqueline veio à Reunião Anual da SBPC com os dois filhos e o marido, o bombeiro Junior Alves. Ela é servidora da Universidade Federal de Alagoas, mas por conta do trabalho como assistente administrativa da Assessoria de Comunicação (Ascom), só conseguiu trazer a família para visitar os estandes no último dia. “Eu vinha acompanhando as atividades da SBPC desde o início da semana por conta da Ascom. Para mim foi um espaço muito amplo de informações e conhecimentos sobre ciência. Achei fantástico, principalmente para adolescentes, crianças e jovens que puderam ter contato com pesquisas, experiências científicas. Foi uma grande oportunidade de mostrar ao meu filho que a ciência é legal, é divertida. O tempo foi curto, mas tenho certeza que Miguel vai guardar o que viu”, destacou.

Para o pai, Junior Alves, a proposta de um Dia da Família na Ciência é muito importante. “É uma forma diferente e até de certo modo didática de apresentar as inovações para as crianças e adultos. Queria que tivéssemos ido com mais tempo, para conhecer tudo, mas o pouco tempo que passamos lá foi muito bom”, salientou.

Além disso, Jacqueline também falou sobre como se sentiu ao ver os filhos interagindo com as atrações do estande. “Ver o filho feliz é se encher de orgulho e felicidade também. Nós nos realizamos neles. Nunca tive oportunidade de ir numa feira assim quando criança, então, eu fiquei me imaginando no lugar dele”, comentou a servidora.

Jackson, a esposa e a filha se divertem no Estande da Fapeal (Foto – Deriky Pereira)

Outro que trouxe a família foi o estudante Jackson Monteiro. No estande capitaneado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), a esposa e a filha se divertiram no espaço da realidade aumentada e na área infantil, onde a pequena se divertiu colorindo os animais da fauna alagoana. Para ele, um evento reúne cultura, tecnologia e informação num só lugar é fundamental para trazer novas descobertas em relação ao conhecimento.

Elas adoraram se sentir no fundo do mar na área de realidade aumentada (Foto – Deriky Pereira)

“Vejo como fundamental a importância desses eventos para qualquer faixa de idade. Às vezes você tem a educação, mas não tem acesso a certas coisas e a curiosidade em relação à tecnologia pode se dar por vários meios, como a robótica. E aqui na feira você abrange mais isso. Eu vi também estandes com relação à pesquisa científica dos planetas e as crianças têm esse acesso, acesso à leitura com o espaço da Prefeitura, então isso é crucial pra qualquer pessoa, qualquer idade e sem preconceitos também culturais nesse sentido”, declarou Jackson.

Professora da Ufal, Elaine Fernandes trouxe a família para visitar os estandes (Foto – Manuel Henrique/Ascom Ufal)

Já a professora do curso de Serviço Social da Ufal, Elaine Fernandes, disse que já tinha ido noutra Reunião da SBPC, mas ter a oportunidade de participar no evento “em casa” foi maravilhoso. “Eu já participei de SBPC quando era estudante e não imaginava que iria participar depois enquanto professora em casa, em Maceió, na Ufal. É uma oportunidade maravilhosa em todos os aspectos. E pra gente que tem pouco acesso, que somos um centro pequeno em comparação com outros espaços, é fantástico. Trazer a família pra cá foi uma opção excelente. Principalmente pra mim, que tinha filho pequeno, nessa idade, é uma oportunidade única, de apresentar a eles o que eu só fui conhecer já jovem, estudante. Eu tinha que vir!”, vibrou.

 

Conexão Sergipe-Maceió realizada com sucesso

Teve também que veio de fora da cidade para visitar as tendas ExpoT&C e SBPC Jovem no campus da Ufal. A relações públicas Fabíola Cavalcante trouxe a prima, Claudianny Oliveira, que mora em Sergipe e estava passando uns dias em Maceió para visitar o evento. E o resultado foi positivo: “Eu achei interessante e de suma importância para os visitantes que ali estavam. Pude aprender e ver

Claudianny Oliveira veio de Aracaju para visitar a 70ª Reunião da SBPC na Ufal (Foto – Fabíola Cavalcante)

coisas novas e de uma genialidade incrível dos estudantes. Nunca tinha participado, quis visitar por curiosidade e pelos comentários de quão bom era o evento”, disse ela.

 

Para Fabíola, o evento na Ufal trouxe uma gama de possibilidades no que se refere à escolha profissional daqueles que ainda não decidiram que carreira podem seguir. “Não apenas a troca de conhecimento entre a comunidade acadêmica e cientifica; mas um grande incentivo à elaboração de novos projetos, permite uma maior aproximação e uma troca de experiência entre a comunidade acadêmica, cientifica e a sociedade”, disse.

Ela declarou ainda que foi muito bom poder visitar o universo da Reunião da SBPC na Ufal. “Posso dizer que para mim foi fantástico poder experienciar o que muitas vezes só temos conhecimento através da leitura e da mídia, por isso resolvi levar minha prima para ver o evento. Ela mora em Sergipe e estava em Maceió na ocasião… Então, nada melhor que unir lazer e conhecimento!”, parabenizou.

“É bem legal estar aqui com a minha mãe”

Weruska e a filha Yasmin Omena se divertiram pelos estandes da Reunião da SBPC na Ufal (Foto – Deriky Pereira)

A frase acima foi dita pela pequena Yasmin Omena, à época com 10 anos, que visitava o evento pela segunda vez naquela semana. “Eu gostei de tudo, adorei a parte das crianças, a contação de histórias… Eu gostaria que tivesse mais vezes, iria participar e querer vir todos os dias. É bem legal estar aqui com a minha mãe, temos várias experiências, eu brinco muito e me divirto, aprendo mais coisas e ter a minha mãe aqui é importante. Eu gosto muito dela”, declarou.

 

A mãe, Weruska Omena, era só orgulho. Para ela, participar do maior evento científico da América

Weruska e Yasmin visitaram o evento pela segunda vez (Foto – Deriky Pereira)

Latina e na Ufal é de extrema importância. “Especialmente pelo fato de as crianças estarem presentes, os pais poderem ensinar mais coisas aos seus filhos e despertar a imaginação deles. Assim eles podem desenvolver um gosto pela ciência, quem sabe até participar futuramente de eventos desse tipo, seja estudante ou não. E tem até a escola dela participando aqui, ela ficou super feliz, se sentiu representada e eu fiquei muito feliz também.”

 

E com as várias atrações ofertadas, Weruska lembrou um ponto importante: a troca de conhecimentos. “Um evento importante, destacando a educação… E até a questão do turismo, de as pessoas frequentarem mais a Universidade, prestigiar coisas que em nosso Estado não tem tanto… Geralmente, essas coisas acontecem fora e ter isso aqui em Alagoas foi muito importante, além de despertar a interação das pessoas. Poder participar disso é maravilhoso”, comemorou.

Manuela Callou, Juan Pablo Ricardo e a pequena Milena, na reunião da SBPC (Foto – Manuel Henrique/Ascom Ufal)

Outra pequena que também adorou visitar os estandes foi a Milena, à época com 3 anos, que veio acompanhada dos pais Manuela Callou e Juan Pablo Ricardo. “Gostei muito. Gostei do foguete, das cores, dos livros, de tudo!”, resumiu. Já para Manuela e Juan, a Reunião da SBPC foi um marco dentro da Ufal. “É o resultado da produção e disseminação de conhecimento, em diferentes âmbitos dos saberes. O estado de Alagoas precisa de mais espaços de diálogo com a sociedade e a SBPC reforça essa importância social”, comentaram.

Eles ainda falaram sobre a proposta temática do evento. “A programação foi diversificada e o Dia da Família na Ciência foi uma proposta inovadora para integrar a comunidade ao conhecimento científico. Estimular as crianças ao saber científico dinamiza a aprendizagem, tornando-a leve, criativa e interessante”, resumiram Manuela e Juan.

“O contato com a ciência é muito importante”

Depois de acompanhar a programação e marcar presença em diversos estandes na posição de gestora, a reitora da Ufal, Valéria Correia, também levou a sua família para o evento e tirou um tempo para aproveitar com os filhos e a neta. Ela classificou o Dia como a oportunidade de unir toda a família e promover um momento de contato da criança e do jovem com a ciência.

“É um momento que desperta o conhecimento e a curiosidade desse público para as grandes descobertas e inclusive para, quem sabe, ser um futuro cientista. O contato com a ciência é muito importante. A gente teve shows de química, de física, lançamento de foguetes, simulação de paraquedas… Então esse contato da criança com a ciência não deixa de ser um processo de iniciação científica, onde a criança e o jovem também, na interação com esses eventos científicos, pode se interessar em ser um pesquisador”, comentou.

A reitora destacou ainda que se sente orgulhosa de ter o evento na Universidade. “Destaco o nosso orgulho em disponibilizar esse espaço, esse evento, pras pessoas conhecerem que a Universidade não é tão distante. É a integração das famílias com a Universidade, das crianças, dos jovens. Então significa tudo isso, esse dia especial”, comemorou Valéria Correia.

A pequena Milena se divertiu com a mãe, Manuela Callou, na decoração do fundo do mar no estande da Fapeal (Foto – Deriky Pereira)

Leia mais reportagens da nossa revista em nosso site: http://fapeal.br/imprensa/fapeal-em-revista/